Apresentadora americana Oprah Winfrey deu uma entrevista ao correspondente da BBC, em Londres, para promover o filme “O Mordomo” e fez declarações polémicas sobre os racistas e a erradicação do preconceito.

"Ainda há gerações de pessoas, pessoas mais velhas, que nasceram, foram criadas e 'mergulhadas' nisso, nesse preconceito e racismo, e simplesmente têm de morrer", afirmou Oprah ao jornalista britânico Will Gompertz.

No seguimento da conversa, o jornalista quis saber se Oprah acreditava que o presidente Barack Obama já teria sido vítima de racismo, ao que a apresentadora respondeu: "Acho que há um certo nível de desrespeito para com o governo. Isso acontece muitas das vezes porque ele ser afro-americano. Não tenho dúvidas quanto a isso. É o tipo de coisa que todos pensam mas não dizem", declarou.

Oprah Winfrey protagonizou o filme “O Mordomo” na pele de Gloria Gaines, a esposa de um mordomo da Casa Branca. O filme que retrata a história verídica de um mordomo afro-americano que serviu oito presidentes em três décadas de trabalho na Casa Branca.

SAPO

18 de Novembro