Madonna já comemora o Halloween e foi num look integral com a etiqueta da Versace que o anunciou aos fãs nas redes sociais. A cantora americana, que amanhã retoma a digressão "Madame X tour" no Chicago Theatre, nos EUA, depois de um dia de folga, fez a vontade às filhas adotivas Estere, Stella e Mercy e mandou decorar a luxuosa suite onde está alojada com a família e com o novo namorado, Ahlamalik Williams, com abóboras.

"Este ano, chegou mais cedo", escreveu a intérprete de sucessos internacionais como "Justify my love", "Papa don't preach" e "Into the groove" na legenda das três fotografias que partilhou com os admiradores. Atualmente numa fase mais tranquila da carreira, a artista de 61 anos era, há precisamente 27 anos, uma das mulheres mais faladas em todo o mundo por causa do lançamento de "Sex". O famoso e polémico livro de fotografias que acompanhou o disco "Erotica" foi lançado a 21 de outubro de 1992. Nos dias que se seguiram, não se falava de outra coisa. Em apenas 72 horas, foram vendidos 1,5 milhões de exemplares da obra, um recorde.

Inspirada na atriz Dita Parlo, uma das estrelas do cinema da década de 1930, a intérprete de "Like a virgin" encarnou Mistress Dita, uma personagem que se envolve em atividades sexuais, em práticas sadomasoquistas e em orgias na companhia de figuras públicas como a atriz Isabella Rossellini, os rappers Big Daddy Kane e Vanilla Ice, a modelo Naomi Campbell, o modelo Tony Ward e o ator Udo Kier, como pode (re)ver de seguida.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.