Meghan e Harry tiveram "um bebé muito saudável", disse o príncipe sobre o seu filho, que ocupará o sétimo lugar na linha de sucessão ao trono de Isabel II.

A popularidade de Harry e Meghan Markle é tão grande que criaram uma conta no Instagram a 2 de abril e em menos de seis horas chegaram a um milhão de seguidores, batendo um recorde mundial.

O jovem casal, que oferece uma imagem de modernidade, autoconfiança e compromisso com causas sociais, atraiu multidões durante a sua primeira viagem oficial em outubro pelas ex-colónias britânicas do Pacífico.

Ela, com 37 anos, proferiu vários discursos sobre o empoderamento das mulheres. "Quando as meninas recebem as ferramentas para ter sucesso, elas podem criar um futuro incrível, não apenas para si mesmas, mas para todos os que estão ao seu redor", disse em Fiji.

Ele, aos 34 anos, também aproveitou a viagem para defender as suas causas prediletas, como a saúde mental e os Invictus Games, um evento desportivo ao estilo dos Jogos Olímpicos pensado para soldados feridos que ajudou a fundar em 2014.

De adolescente perdido a pai de família

"Nós os dois somos apaixonados por querer mudar as coisas para melhor", disse recentemente o príncipe.

Muitos ainda lembram do adolescente de aparência perdida que caminhava com o irmão William acompanhando o caixão da mãe, a princesa Diana, pelas ruas de Londres em 1997.

Quando Harry nasceu a 15 de setembro de 1984, era o terceiro na linha de sucessão, uma posição que exigia um comportamento exemplar.

No entanto, confessou, aos 17 anos, que fumava canábis e a sua presença em festas regadas com álcool tornou-o numa das personalidades favoritas dos tablóides.

Em 2005 cometeu o grave erro de aparecer numa festa de máscaras vestido de nazi. Depois desse escândalo, entrou para a prestigiada Real Academia Militar de Sandhurst.

Em 2008, após uma indiscrição da imprensa, soube-se que estava numa missão no Afeganistão, de onde precisou ser repatriado de emergência por razões de segurança.

A partir daí começou a fazer sucesso nos média, como quando foi padrinho no casamento do irmão em 2011, ou quando, um ano depois, presidiu a cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres.

De atriz a duquesa

Mas o que pareceu transformá-lo definitivamente foi conhecer a atriz Meghan Markle em 2016.

Filha de Thomas Markle, diretor de iluminação de televisão, e Doria Ragland, assistente social e professora de ioga, Meghan nasceu a 4 de agosto de 1981 em Los Angeles.

Markle formou-se em teatro e relações internacionais na Northwestern University, perto de Chicago.

A atriz ficou famosa pela sua participação na série de televisão "Suits", sobre um escritório de advocacia em Nova Iorque.

Antes do matrimónio com Harry, foi casada com o produtor Trevor Engelson, de quem se divorciou dois anos após o enlace.

Desde que se tornou duquesa de Sussex, Meghan, que cultivava um estilo californiano informal de calções e chinelos, teve que se acostumar às regras de indumentária da monarquia britânica: meias cor de pele ou neutras, vernizes discretos e vestidos abaixo do joelho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.