Cientistas alemães do Instituto Max Planck de Ciências Humanas Cognitivas e Cerebrais, de Leipzig, envidaram um estudo sobre a depressão pós-parto que afecta a maioria das mulheres e chegaram a conclusões que poderão evitar tal estado.

Na primeira semana após darem à luz, cerca de 70% das mulheres sofrem alterações de humor, ansiedade, insegurança e mesmo dúvidas existenciais.

Contudo, cerca de 13% das recentes mães continuam com os mesmos sintomas meses após o nascimento dos bebés.

Em termos científicos, o que realmente acontece é que há uma queda brusca dos níveis de estrógenio logo após o parto, assim como a libertação de uma enzima no cérebro que bloqueia as substâncias químicas responsáveis pelo bem-estar.

Porém, explicam os cientistas, "na mesma proporção em que os níveis de estrógeno caem abruptamente nos três a quatro dias após o nascimento do bebé, existe um aumento da enzima monoamina oxidase A (MAO-A) no cérebro.

Esta enzima, responsável pelos nossos níveis de humor, pode ser controlada com substâncias químicas, facto que poderá diminuir bastante os casos de pós-parto no futuro.

O estudo revelou ainda que o quinto dia pós-parto é o pico do “mau humor” das recentes mamãs,

9 de Julho de 2010

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.