Javier Urra tem um novo livro, "Deixe-o crescer ou o seu filho será um bonsai em vez de uma árvore forte", uma obra onde critica a superproteção dos pais atuais. "Hoje, os pais querem ser perfeitos e [querem] que os filhos também o sejam. Isso é impossível e provoca ansiedade. Leva-os a superproteger os filhos e a dar resposta sempre que eles têm um problema e, por isso, ao mínimo transtorno vão ao pediatra, ao psicólogo", critica o psicólogo e pedagogo espanhol.

"Essa atitude transforma os filhos em pessoas incapazes de enfrentar problemas, centradas em si mesmas, sem vontade ou necessidade de reagir", condena ainda o especialista, autor da nova obra educativa publicada em Portugal pela editora A Esfera dos Livros. "Qualquer forma de superproteção torna os filhos mais caprichosos e narcisistas, mas também lhes castra a liberdade e independência", aponta ainda o conceituado especialista, que deixa um conselho.

"Cabe aos pais traçar outro caminho, uma educação que mostre o que é o compromisso, a solidariedade, a generosidade... Caso contrário, a irresponsabilidade converte-se num costume, depois num hábito e, por fim, numa atitude", adverte Javier Urra. "É fundamental entender que dizer que não a um filho ajuda-o a crescer, a perceber que existem limites, seja em casa, na escola, entre amigos ou na sociedade. E isso dá-lhes segurança!", afiança o psicólogo espanhol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.