Uma alimentação desajustada, com escolhas alimentares erradas - como a ingestão de produtos alimentares pouco naturais, altamente calóricos, com muito açúcar e com estimulantes - pode influenciar negativamente o comportamento das crianças. Por isso, siga estas regras alimentares:

  1. Pequeno-almoço saudável: Nunca deixar a criança sair de casa sem tomar o pequeno-almoço e optar por cereais integrais, produtos lácteos e fruta fresca. Evitar farinhas refinadas, cereais açucarados e iogurtes com açúcar, que provocarão alteração na curva glicémica.
  2. Pequenos-snacks: Nunca deixar as crianças muito tempo sem comer, pois diminuem o grau de atenção e o rendimento escolar. Oferecer opções saudáveis como snacks: fruta, frutos secos, ovo cozido…
  3. Produtos proibidos: refrigerantes, bebidas energéticas, guloseimas, bolachas e iogurtes com mais açúcar, produtos alimentares muito manipulados e com aditivos.

Alimentos que acalmam

Carne de perú: excelente fonte de triptofano, aminoácido necessário para a produção de serotonina, um neurotransmissor responsável pelo bem-estar, e com efeitos calmantes e sedativos reconhecidos. Ofereça aos seus filhos bifes de peru grelhados, peito de peru no forno, hambúrgueres de peru caseiros, entre outros.

Banana: para além de ser uma boa fonte de triptofano, precursor de serotonina, que produz efeitos calmantes, contém também potássio que ajuda a regularizar a tensão arterial e funcionamento cardíaco, vitaminas do complexo B que ajudam a acalmar o sistema nervoso e é uma excelente fonte de hidratos de carbono e energia, tornando-se numa opção de snack muito apreciada e prática para as crianças.

Óleos de peixe: Peixes “gordos” são excelentes fontes de ácidos gordos ómega 3, que melhoram funcionamento cerebral, são protetores cardíacos e promovem a diminuição dos níveis de ansiedade. Ofereça aos seu filhos refeições com salmão, atum, carapau, sardinhas,...

Água: Manter os níveis de hidratação normais permite controlar alterações de humor.

Um artigo da nutricionista Carla Rodrigues Ferreira.