Honorine Silva: “UNATI não é só uma marca, é um canal de comunicação”

A designer de origem cabo-verdiana lançou no ano passado (2015), na Praia, uma marca de roupa intitulada “UNATI”.

Designer de origem cabo-verdiana

Filha de pais cabo-verdianos, naturais da ilha do Maio, Honorine Silva tem 29 anos e nasceu em Dakar, no Senegal, cidade onde descobriu o gosto pela arte de desenhar peças de roupas.

A jovem formada em Administração de Empresas e mestre em Marketing pela Oklahoma Christian University, nos EUA, revelou ao SAPO Lifestyle que desde criança é apaixonada por desenhos. “Sempre gostei de desenhar/pintar”.

Na adolescência, Honorine sentia-se diferente das outras crianças e viu na moda um refúgio para expressar os seus sentimentos.

“Eu era diferente das outras crianças da minha idade e expressava isso na minha maneira de vestir. Usei o meu dom para desenhar para expressar os meus sentimentos, então para mim a moda era um seguimento lógico”.

Aos 18 anos, a jovem participou no seu primeiro desfile de moda em Dakar, tendo apresentado uma coleção de roupas, desde vestidos de noiva a peças casuais, em cor preta

Segundo conta, a coleção intitulada “Black Orchid” teve uma boa aceitação por parte do público. “O feedback foi positivo, visto que apresentei algo diferente das outras estilistas. Coisas fora do normal”.

Depois, Honorine rumou para os Estados Unidos da América para fazer uma formação superior na área de Administração de Empresas na Oklahoma Christian University, onde mais tarde fez um mestrado em Marketing.

Em fevereiro do ano passado (2015), a jovem decidiu aventurar-se na terra dos pais e fincou raízes na cidade da Praia, onde trabalha na área de formação e tem como hobby a moda.

Comentários