Cientistas descobrem por que o som de alguém a mastigar pode ser tão irritante

Cientistas da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, acreditam ter descoberto por que algumas pessoas se sentem particularmente incomodadas com o som de outras a mascar, mastigar ou até a respirar.

A explicação está na misofonia, uma condição identificada em 2001, caracterizada pela intolerância a determinados tipos de sons do quotidiano (como comer, respirar ou mascar pastilha elástica) mas que só agora foi associada à neurologia, informa a BBC.

O estudo, publicado na revista científica Current Biology, analisou ressonâncias magnéticas de 20 pessoas com misofonia e de outras 22 pessoas sem o problema.

Os voluntários tiveram de ouvir diversos barulhos enquanto permaneciam ligados ao equipamento de ressonância magnética. Durante esse período foram sujeitos a sons neutros, como a chuva, sons mais incomodativos, como gritos, e sons que ativavam a doença.

Veja ainda: 15 doenças que ainda não têm cura

Saiba maisTem medo de coisas estranhas? As 15 fobias mais bizarras do mundo

As imagens de raio-X revelaram que as pessoas que sofrem daquele transtorno têm uma falha no mecanismo de controlo emocional que estimula o cérebro assim que começam a ouvir os referidos sons, provocando aumentos do batimento cardíaco e até suor.

"Para muitas pessoas com misofonia, isto será uma boa notícia, pois pela primeira vez é considerada uma diferença estrutural no cérebro dos pacientes", comenta Sukhbinder Kumar, do Instituto de Neurociências da Universidade de Newcastle e do Wellcome Center for NeuroImaging da Universidade College de Londres.

"O estudo mostra as mudanças críticas no cérebro como evidência para convencer uma comunidade médica cética de que esta é uma desordem genuína", acrescenta.

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários