As pessoas que fazem a árvore de Natal mais cedo são mais felizes

A tese é defendida por Steve McKeown, um psicanalista norte-americano que garante que as iluminações e as decorações da época fazem despertar as melhores memórias de infância.

Woman with mistletoe

créditos: &#169 Getty Images

Tem por hábito fazer a árvore de Natal apenas em dezembro? Se quer ser mais feliz, deveria começar a fazê-la logo a partir de meados de novembro. Steve McKeown, um conceituado psicanalista norte-americano, assegura que as pessoas que começam a decorar a casa mais cedo são mais felizes. «Num mundo repleto de ansiedade e de stresse, as pessoas gostam de pensar em coisas que as façam felizes», justifica o especialista.

«As decorações natalícias remetem-nos para as nossas memórias de infância e começar a fazê-las mais cedo prolonga a sensação de bem-estar que nos desperta», acrescenta ainda. Uma sensação que é transversal a todas as idades, uma informação confirmada por investigadores do Sira Park, instituto pertencente à Universidade da Califórnia, nos EUA, que garantem que a felicidade não tem idade.

A felicidade na velhice depende mais de uma atitude positiva do que da saúde que se possa ter, revela um estudo. Nesta investigação, examinaram-se 500 voluntários com idades compreendidas entre os 60 e os 98 anos, que eram independentes, apesar de terem tido doenças como o cancro, falhas cardíacas, diabetes, problemas mentais e outras disfunções. Veja a galeria de imagens com ideias para decorar a sua casa para o Natal.

artigo do parceiro:

Comentários