As cinco melhores mentiras de sempre

Ano após ano, as inverdades sucedem-se, mas há umas que acabam por ficar na memória e até entrar para a história. Saiba quais são as mais mais surpreendentes.

No Dia das Mentiras, os meios de comunicação social e até já alguns blogues informativos têm o hábito de, no meio das muitas notícias que publicam, incluir uma história que, de verdadeiro, acaba sempre por ter muito pouco. Muitas vezes, os mais distraídos nem sequer se apercebem. De acordo com o site The Telegraph, estas são as cinco melhores mentiras de sempre dos últimos 65 anos:

1. Plantação de esparguete

Em 1957, a estação de televisão BBC exibiu uma reportagem intitulada «The Swiss Spaghetti Harvest», na qual mostrava um grupo de agricultores suíços a trabalhar numa alegada plantação de esparguete. A emissora foi inundada de pedidos de informações sobre as origens da insólita semente.

2. A parada que nunca se fez

Há 30 anos que a história se repete. Desde 1986 que, todos os anos, as redações dos meios de comunicação social recebem comunicados de imprensa a divulgar a realização da Parada do Dia das Mentiras em Nova Iorque. O evento nunca existiu, nunca se realizou, mas continua a ser divulgado ano após ano. E há sempre gente que aparece…

3. Hambúrgueres para canhotos

Em 1998, a cadeia de restauração Burger King publicou um anúncio publicitário de uma página no jornal USA Today a divulgar a comercialização de um novo hambúrguer para canhotos. A novidade era acompanhada de uma fotografia de uma mão esquerda a segurar uma sandes. Muitas pessoas dirigiram-se aos restaurantes em busca da insólita sandes.

4. Pinguins em fuga

Em 2008, o canal de televisão BBC voltou a fazer das suas. A estação apresentou uma reportagem em vídeo onde se viam pinguins a voar, aproveitando as imagens para anunciar que as aves estavam a trocar o frio do Antártico pelo calor das florestas tropicais da América do Sul. Muitos britânicos, habituados a trocar as temperaturas baixas do país pelo sol do Algarve, acreditaram.

5. Cadeiras para cães

Em 2011, a cadeia de mobiliário sueca Ikea aproveitou o Dia das Mentiras para anunciar a comercialização de um modelo alto de cadeiras exclusivo para cães. Em tons de azul, vinha equipada com um comedouro e um bebedoro. Poucas horas depois, a empresa começou a receber pedidos.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários