Pare de destruir a sua carreira

Está na altura de repensar se está a desempenhar um bom trabalho e a ser proativo ou se está apenas a fazer as tarefas essenciais. Veja as dicas para voltar ao caminho certo.
créditos: Pixabay

Possivelmente só lhe começa a 'cair a ficha' quando vê colegas a serem promovidos, com remuneração acima da sua ou com direito a qualquer outra regalia e você não. Os motivos podem ser vários e vão desde cansaço, desmotivação, receio de mudar, não se identificar com os valores da empresa, sentir-se inseguro, não acreditar no seu potencial, nomear culpados alheios (crise, gestão, etc...), entre outros... mas, pense que a sua vida e felicidade dependem, em certa parte, do seu trabalho e por isso é necessário que pondere sobre o que se passa e o que pode e deve alterar. Deixamos-lhe aqui alguns pontos cruciais.

Complexo de inferioridade
É certo que por vezes a vida pessoal interfere e pode afetar a profissional. Se você achar que os outros são melhores a probabilidade de haver uma estagnação na carreira é grande, uma vez que não se considera competente para ir mais além. Lembre-se que foi contratado por algum motivo e arranje formas para se sentir mais confiante. Se a questão for pessoal peça ajuda. Ninguém tem de lidar com os problemas sozinho.

Errar
Errar é humano, mas nem toda a gente sabe aceitar da melhor forma. Arranje maneira de aprender com os mesmos para não voltar a acontecer e a contornar a questão de maneira a compensar o que foi feito de errado.

Ajuda
Ou por orgulho ou por achar que sozinho é que o trabalho fica bem feito, a verdade é que já se deve ter deparado com situações onde duas cabeças pensam melhor que uma e onde o esforço do trabalho de equipa é, grande parte das vezes, mais recompensador. Não se coíba de solicitar ajuda aos colegas, evitando assim que sabote o seu esforço e dedicação.

Leia ainda:

Estes são os empregos com mais qualidade de vida

Comentários