6 dicas financeiras para jovens na casa dos 20

Quando somos mais jovens, não temos por hábito pensar exaustivamente nas nossas finanças nem no nosso futuro financeiro, mas a verdade é que quanto mais cedo começamos a gerir a nossa vida financeira, mais benefícios recolheremos desta decisão no futuro.

E aí vamos certamente agradecer ao nosso “eu” mais jovem por ter cumprido estas seis dicas.

IRS DIY (DIY = do it yourself)

A não ser que seja trabalhador por conta própria, fazer o próprio IRS não custa assim tanto e só parece assustador da primeira vez que se preenche a declaração. Para além de ser uma forma de tomar as rédeas da sua vida financeira, sempre poupa dinheiro em serviços de contabilidade. Não nos esqueçamos também que tratar do seu próprio IRS o vai deixar com uma imagem muito clara sobre o seu ano financeiro de forma a poder antecipar o futuro ou, pelo menos, o próximo ano.

Comece a montar um fundo de emergência

Um fundo de emergência é – basicamente – uma conta ou mesmo um mealheiro físico (embora aconselhemos a ter esse dinheiro no banco) que serve como “almofada financeira” quando acontece algum imprevisto na sua vida.
Não nos cansamos de sublinhar o quão importante é ter um fundo de emergência. O fundo de emergência é daquelas coisas de que temos tendência a achar que nunca vamos precisar até ao dia em que temos um acidente, uma doença inesperada ou algum electrodoméstico indispensável avariado em casa. Em situações como esta o fundo de emergência previne-nos da necessidade de recorrer ao crédito, o que pode bem salvar-nos de situações de endividamento do futuro.

Não tenha medo dos seguros

A maioria dos jovens quase treme ao ouvir a palavra “seguros” ou ao pensar em ter que ler ou aprender sobre seguros. De facto, a área dos seguros pode não ser a mais fascinante, mas é certamente indispensável. Pense nos seguros como as suas linhas de defesa entre a sua vida e o desastre económico.
Se não sabe muito sobre seguros e gostaria de começar a perceber para que serve um seguro e que tipos de seguros existem e porque precisa de um seguro, leia este artigo do Doutor Finanças que o esclarecerá relativamente a este tema.

Tenha cuidado a fazer compras online

Os jovens na casa dos vinte anos dificilmente de lembrarão de um mundo sem internet, pelo que fazer compras online é mais que normal e frequente, especialmente nesta faixa etária. Porém, o excesso de à vontade na internet pode resultar em desmazelos com a segurança. Siga os conselhos do Doutor Finanças para se manter seguro online – em especial a utilização de cartões virtuais – e desfrute de compras online sem risco de roubo de identidade ou de cartões de crédito.

Comece a investir

Pode parecer um contra-senso, mas na época da sua vida em que poderá ter menos dinheiro (por estar a dar início à sua carreira), é precisamente a altura em que deve começar a fazer investimentos. É um erro pensar que para investir é preciso ter muito dinheiro. Na verdade, existem várias alternativas que possibilitam fazer pequenos investimentos de 10, 20 ou 50€.
Investigue, para começar, sobre certificados de aforro e sobre depósitos a prazo.

Gaste dinheiro no que é importante

Os "vintes" são os nossos anos mais impulsivos e em que, apesar de já termos o nosso dinheiro e trabalho, ainda não temos – ainda - muitas responsabilidades, pelo que hesitamos menos em gastar dinheiro de forma impulsiva. Porém, e por ser uma altura da vida mais livre de responsabilidades, podemos – e devemos – investir mais em experiências (como viagens) e menos em bens materiais.
Com as suas finanças sob controlo, um bom fundo de emergência, alguns investimentos já a pensar no futuro e uma boa ferramenta financeira – como o Boonzi - para o ajudar no presente, poderá – por exemplo - aproveitar para fazer viagens memoráveis e até começar a pôr dinheiro de lado para concretizar outros sonhos, como abrir a sua própria empresa ou comprar a sua casa.

Quando trazemos a devida organização à nossa vida financeira e nos emprenhamos no planeamento do nosso futuro, o mundo está nas nossas mãos e temos toda a liberdade para concretizarmos os nossos maiores sonhos.

artigo do parceiro:

Comentários