Não Force Relações

Não force relações, quer sejam amorosas ou amizades.

Tudo o que é forçado não acaba bem.  É falso, é desconfortável e não nos leva a lado algum, muito pelo contrário, na maioria das vezes leva-nos ao sofrimento, à ansiedade.

Quantas vezes ao longo da vida deparamo-nos com nós mesmos a forçar conversas, a insistir em relações nocivas, a humilharmo-nos por pessoas que não nos dão o nosso devido valor?

Qual o objectivo de mostrarmos o nosso valor para amigos ou namorado/a que não o vêm por si sós?  

Qual o objectivo de “correr” atrás de pessoas?  Se tenho que insistir em mostrar o meu valor então não vale a pena qualquer esforço que esteja a fazer em prol de uma amizade ou relação amorosa.

A vida encarrega-se de deixar em nossa vida aquelas pessoas que realmente são amigas, que são fieis à amizade, que se preocupam connosco sem cobranças.  Cada um tem a sua vida, as suas prioridades mas as relações humanas nunca ficam para trás, aliás o que nos torna humanos é essa nossa capacidade de viver em sociedade, de construir laços, de pensar e relacionarmo-nos uns com os outros.  Mas as relações humanas são tudo menos fáceis.  O que tem de mágico tem de trágico.  No entanto, a nossa relação com os outros é extremamente importante para o nosso desenvolvimento pessoal.

Acredito que quando duas pessoas, querem realmente permanecer na vida um do outro, fazem o que for preciso.  Se quero telefonar e perguntar como estás, não há nada que mo impeça de fazer, tudo depende do meu interesse.  Não há desculpas da falta de tempo, da vida que é uma correria, do esquecimento. Como dizem por aí, quem quer sempre arranja um jeito.  Por isso deixei de forçar relações, deixei de forçar amizades, de forçar conversas e mesmo situações.

A vida tem mais sabor quando acontece da maneira mais natural possível.  

Quando digo da maneira mais natural possível falo de ser sem cobranças.  Claro que tudo não é um mar de rosas, há os aborrecimentos, as desilusões, as chatices, isso faz parte do nosso ser, mas a cobrança é algo que precisa ser posta de lado, gradualmente.  Como diz a minha prima Núria, as pessoas não podem dar mais do que podem e isso é algo que sempre temos que ter em mente.

Precisamos levar a vida com mais naturalidade, saber esperar, ser pacientes, confiar que tudo tem o seu tempo e momento de acontecer.  

É baseado neste tipo de pensamento que aprendi a levar as relações com mais serenidade e a aceitar perdas de pessoas importantes em minha vida e de pessoas que outrora foram amigos.  Quem tiver que ficar e fazer parte da nossa vida ficará.  É essa a única maneira que as coisas funcionam, não há outro jeito.  Não é forçando-se, correndo atrás, humilhando-se, fazendo cobranças que as pessoas permanecem em nossa vida.

Deixe as pessoas livres, para escolherem o próprio caminho, e se quiserem que façamos parte do seu caminho, que seja!  

Tudo na vida tem o seu motivo, o seu propósito.  A nós só nos resta confiar. Mas isto tudo são coisas que aprendemos com a experiencia de vida, com fracassos, com desilusões.  Se não houvesse tudo isso para nos mostrar o caminho seriamos para sempre ingénuos.

Para cada tombo uma lição de vida.  Para cada experiência de vida um aprendizado.

Cultive a tolerância, o amor, a amizade, mas não force nada.  Corra atrás dos seus sonhos, das suas paixões e não atrás de pessoas.

Como diz a música: “ Deixe a vida te levar”!

Beijos
Mónica

Veja mais no site Nuria Natural

artigo do parceiro:

Comentários