Construa uma armadura contra as frustrações desnecessárias

Sejamos realistas, a deceção irá sempre existir. No entanto, algumas estratégias evitam que ela ocorra por tudo e por nada. Os conselhos de quem ajuda diariamente a ultrapassá-la.

É completamente inevitável. Mais cedo ou mais tarde, no seu reduto familiar, no seu grupo de amigos ou na sua entourage profissional ou social, haverá alturas em que se dececionará com algo ou com alguém ou até, muito comum, com a forma como gere a sua vida. Teresa Marta, mental coach, consultora de bem-estar e fundadora da Academia da Coragem, explica o que pode fazer para a ultrapassar:

- Diminua a idealização que faz do outro, ganhando consciência de que essa idealização representa o desejo das características que quer que o outro tenha, o que pode não acontecer, não por culpa dele, mas devido às expetativas irrealistas que criámos.

- Evite viver na esperança de que o outro mude para corresponder ao que desejava que ele fosse. Em vez disso, altere a forma como se sente em relação ao outro e, se conseguir, aceite-o como é.

-Diminua o impacto do exterior nos resultados que pretende alcançar.

- Coloque em perspetiva aquilo que espera conquistar, pensando «Mesmo que isto não aconteça exatamente assim, já tenho muitas metas alcançadas. E posso sempre tentar de novo».

- Viva com foco no momento presente, aproveitando o aqui e o agora da melhor forma que conseguir.

- Integre na sua sabedoria interior que os resultados dos acontecimentos não dependem apenas de si mas, sim, de uma enorme variedade de fatores que não estão todos dependentes da sua ação ou do seu desejo.

- Diminua a necessidade pessoal de controlar tudo e todos.

- Dê alguma oportunidade aos planos que a vida tem para si, aumentando a capacidade para fluir com as circunstâncias.

- Aceite as suas características menos positivas ou aquelas de que menos gosta, não como autocondenação mas como oportunidades de mudança e de crescimento pessoal.

- Admire o caminho que já percorreu e tudo aquilo que alcançou.

Texto: Vanda Oliveira com Teresa Marta (mental coach e fundadora da Academia da Coragem)

artigo do parceiro:

Comentários