Como transitar para uma dieta vegan

Por muito benéfica que seja, adotar este estilo de dieta deve ser algo gradual e é necessário obter toda a informação acerca das transformações que irão ocorrer durante o processo.
créditos: Photo by Brooke Lark on Unsplash

O bem-estar e o meio envolvente são os fatores que se destacarão quando se muda de dieta e até de um estilo de vida. Mesmo que a transição seja feita de forma abrupta, não há consequências muito gravosas, mas o ideal é que se tenha uma preparação do que se vai iniciar.

A saúde, como em qualquer outra situação, não deve ser descurada. Neste caso específico, o que tem de pensar é que “nós somos o que comemos” logo, o corpo terá de se habituar e adaptar a uma mudança. Uma vez que ainda há opiniões divergentes nos especialistas de saúde, o melhor é que antes de iniciar qualquer transição faça exames de rotina. Informe acerca do que pretende iniciar, faça os exames aconselháveis e adquira o hábito de fazer um check-up regularmente.
Na senda, o meio envolvente também irá ter um papel de peso. O ser humano, no geral, é resistente à mudança e o caso não é diferente relativamente à comida. Se uma pessoa está habituada desde sempre a um género de alimentação é natural que, para além de o corpo se ressentir com a falta, também a tendência de se continuar a fazer o que foi incutido é grande. Não obstante, ainda que já existam muitos vegetarianos, o que é certo é que a sociedade ainda não está muito direcionada para satisfazer os mesmos. O próprio ambiente familiar pode ser, mal comparando, um campo minado, ou seja, as tradições alimentares e as opiniões divergentes podem originar momentos um pouco mais reativos ou stressantes. Não se enerve e tranquilamente seja educado e firme enquanto expõe a sua escolha.
O ideal é que inicie esta dieta consciente do que vai acontecer e para isso nada como informar-se bem acerca do que acarreta e que esteja seguro da opção que fez. Para que a transição não seja feita de forma radical e que seja algo que vai evoluindo, tenha em consideração algumas dicas:
- Leia (bastante) acerca do assunto: pesquisar, esmiuçar e procurar informação é essencial;
- Reflita acerca do corpo, dos animais, do impacto das escolhas alimentares ao seu redor, ou outros - isto irá fazer com que haja alguma clareza sobre o assunto, que se evite ideias pré-concebidas, preconceitos, etc...;
- Converse com alguém que seja vegetariano, que não seja, que esteja a pensar em ser, enfim... comparar pontos de vista pode ser esclarecedor;
- Defina objetivos para que o desafio corra tranquilamente, por exemplo, apostar com alguém ou consigo mesmo que consegue estar um mês ou dois sem comer determinada coisa. Isto é bom para começar a ter uma ideia de como vai lidar com a situação;
- Aprender a cozinhar pratos vegan é também benéfico, uma vez que não terá de depender da alternativa dos outros e a adaptação à nova dieta será mais fácil;
- Comer calmamente é regra para toda a gente! No entanto, esta cautela é a redobrar quando se fala de uma mudança por isso, mastigue bem e de forma calma, não se distraia com as coisas ao redor, saboreie a refeição e torne-a num momento especial;
- Perceber o corpo também é algo a ter em consideração, isto é, ter em atenção as necessidades do corpo, tais como descansar, dormir, comer, beber, etc... e satisfazê-las, aperceber-se se algum alimento lhe provoca algum tipo de animosidade, se o seu comportamento altera e qual o motivo, enfim... aprenda a dar ouvidos ao seu corpo e respeite-o da melhor forma;
- Adotar um novo estilo de vida é algo que lhe pode ajudar a quebrar velhas rotinas por isso, alie o desporto, arranje um hobbie ou outro, à nova dieta.

artigo do parceiro:

Comentários