Leite de barata. O novo superalimento segundo a ciência

É a mais recente moda no mundo das dietas. A proteína encontrada na "Diploptera punctata" é três vezes mais nutritiva que a do leite de búfala.
créditos: Lifestyle

Uma equipa de investigadores de vários países - França, Índia e Estados Unidos - descobriu que um tipo de barata é capaz de produzir uma substância extremamente rica em proteínas.

De acordo com o estudo publicado na revista especializada International Union of Crystallography, o conteúdo calórico dos "cristais" com os quais esse animal alimenta as suas crias é três vezes maior que o de leite de búfala, considerado um alimento composto por proteínas supernutritivas.

Segundo os investigadores, para alimentar as crias esta espécie animal produz um cristal proteico. O facto de um inseto ser capaz de produzir este nutriente impressiona os cientistas, mas a informação mais preciosa obtida pelas análises foi de que apenas um desses cristais proteicos é capaz de fornecer quatro vezes mais energia que o leite de vaca.

Leia também: 17 comidas saudáveis que nunca provou

Saiba ainda10 novas e estranhas tendências de saúde

O problema é que os cientistas, liderados por especialistas do Instituto de Biologia de Células Tronco e Medicina Regenerativa, na Índia, não conseguiriam extrair esse "leite" das baratas.

Por isso, sequenciaram os genes responsáveis pela produção dos cristais proteicos para tentar reproduzi-los em laboratório. "Os cristais encontrados na diploptera punctata possuem proteínas, gorduras, açúcares e todos os aminoácidos essenciais", comenta Sanchari Banerjee, autor do estudo em comunicado.

Segundo os cientistas, este não é o alimento ideal para quem deseja perder peso, mas poderia, no futuro, funcionar como um suplemento alimentar.

Veja também10 formas de obter proteínas sem comer carne

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários