Disidrose: saiba tudo sobre este problema de pele

Fique a conhecer as causas e os sintomas deste eczema, que está associado a pequenas bolhas, que costumam surgir nas mãos e também nos pés.
créditos: Unsplash

A disidrose é nada mais nada menos, do que uma doença crónica da pele, que se encontra relacionada com uma alergia que geralmente afeta as solas dos pés, os dedos e também as mãos. Mais conhecida por eczema, esta alergia baseia-se em pequenas bolhas que contém uma base avermelhada e que em casos mais graves, pode abrir gretas. Normalmente estas bolhas duram na pele aproximadamente três semanas, sendo que de seguida desaparecem, voltando mais tarde a surgir noutra altura. Além da doença afetar ambos os sexos, geralmente entre os 20 e os 40 anos, esta não tem cura, mas pode no entanto ser controlada seguindo os conselhos de um médico adequado.

Causas - Tal como falamos anteriormente, esta doença consiste no aparecimento de diversas bolhas, que ao rebentarem fazem com que a pele acabe por escamar. As causas ainda não estão completamente definidas e a verdade é que a disidrose pode estar relacionada com reações alérgicas a medicamentos, fungos, comichão, stress e a higiene exagerada das mãos. A disidrose manifesta-se durante o verão ou quando existem mudanças bruscas na temperatura e isso deve-se à produção de suor nas mãos e também nos pés. Apesar do que possa parecer esta doença não é contagiosa e por isso, não existe nenhum perigo ao estar em contacto com a pele de outra pessoa.

Sintomas - Os sintomas podem trazer vários factores agregados a si, não só as bolhas que já falamos, mas também a comichão, as gretas, dor e até mesmo formigueiro nos braços.

Comichão - Apesar de a disidrose nem sempre se fazer acompanhar de comichão, a verdade é que este pode surgir devido ao fato de coçar as bolhas ou entrar em contacto com uma substância que provoque irritação na pele.

Dor - Caso a região esteja infetada, é normal que comece a sentir dor ou até mais do que isso, como por exemplo inchaço. Nesses casos é fundamental que procure um médico urgente, para que consiga voltar a controlar a disidrose.

Leia mais: Queratose pilar: sabe o que é?

Comentários