Cruz Vermelha de Cabo Verde atende 1430 pacientes com problemas de diabetes

A Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV) presta serviço de tratamento, medicamentosa e de prevenção a 1430 pacientes nacionais com diagnóstico de diabetes.
créditos: Inforpress

Em declarações à Inforpress, a enfermeira Fátima Carvalho Djassi, que vem efetuando o atendimento no centro da CVCV, na Fazenda, na Cidade da Praia, adiantou que nos últimos tempos, o número de doentes que aparecem para fazer rastreio, tomar medicamentos ou realizar as consultas de seguimento tem “diminuído consideravelmente”.

“Apesar disso, a maior parte dos inscritos não tem comparecido, uns talvez por óbito, e outros porque têm ido aos centros de saúde mais próximos das suas residências”, disse a enfermeira, indicando que a CVCV tem efetuado, habitualmente, nesta matéria, palestras, informação para a educação, consciencialização e comportamento dos doentes face a doença.

Para assinalar data, que este ano se focaliza na mulher, a Cruz Vermelha realizou hoje, no Centro de Fazenda, despistagens de familiares dos utentes, dos trabalhadores e voluntários, assim como uma palestra sobre a “Prevenção das diabetes”, na escola SOS de Lavadouro.

Ainda neste âmbito, está prevista, para esta semana, a realização de uma palestra subordinado ao tema “Compras e transporte dos alimentos” para os doentes diabéticos, voluntários, utentes e funcionários do centro do Dia da CVCV.

O projeto de atendimento do diabético na Cruz Vermelha de Cabo Verde existe desde 1985 e tem primado por acompanhar os diabéticos a nível do país.

Para assinalar a data, a Câmara Municipal da Praia promoveu, esta terça-feira, através da Direção de Ação Social, Género, Educação Pré-escolar e Habitação, no Centro Dia de Castelão, várias atividades direcionadas aos idosos dos vários bairros da Cidade da Praia, a fim de consciencializa-los sobre a doença e divulgar as ferramentas para sua a prevenção.

O Dia Mundial do Diabetes, assinalado a 14 de Novembro, foi criado em 1991 pela International Diabete Federation (IDF) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta às preocupações a respeito dos crescentes números de diagnósticos no mundo.

Comentários