Exercício físico intenso pode reverter o processo de envelhecimento

Há muito que os treinos intervalados de alta intensidade correm as bocas do mundo devido aos seus efeitos no emagrecimento. Mas um novo estudo vai mais longe: estas séries repetidas de exercícios de alta intensidade podem reverter também o processo de envelhecimento.

A investigação dos cientistas da Mayo Clinic dividiu os participantes do estudo em dois conjuntos (dos 18 aos 30 e dos 65 aos 80) e formou três grupos em cada um deles.

Aos participantes foram atribuídos três tipos de treino ao longo de 72 horas distribuídas por 12 semanas: um fez um treino intervalado de alta intensidade, o outro conclui um treino de resistência e o terceiro fez uma combinação dos dois. No final das 12 semanas, todos os participantes tinham melhorado a sua condição física. No entanto, o estudo conclui que os maiores benefícios foram obtidos pelos que tinham feito os treinos intervalados de alta intensidade.

De acordo com a investigação, os mais novos viram as suas mitocôndrias, as estruturas celulares que produzem energia, aumentar 49%, uma percentagem que subiu para os 69% do caso dos mais velhos. Este grupo também viu reduzido o seu risco de diabetes e de outras doenças associadas.

Segundo os cientistas, a queda na produção de mitocôndrias está diretamente relacionado com o envelhecimento celular.

Por outro lado, Sreekumaran Nair, um dos cientistas da Mayo Clinic, explica à CNN que os treinos intervalados de alta intensidade são eficientes a reverter as mudanças celulares relacionadas com a idade, uma vez que estimulam as células a produzir mais proteínas aumentando assim a produção de energia.

Provavelmente está a ser enganado por estes 10 mitos sobre exercício físico

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários