20 receitas deliciosas com leguminosas para explorar em livro digital gratuito

São nutricionalmente equilibradas, versáteis na cozinha, acessíveis e baratas. As leguminosas mereceram, inclusivamente, um ano internacional em 2016. Agora, chefes de cozinha, nutricionistas e especialistas em alimentação uniram-se para publicar “Leguminosas no Ponto”. Um livro online e gratuito. E não tem só receitas.

Quantos de nós conseguimos citar de memória os nomes de leguminosas que rivalizem em número com os dedos de duas mãos? Grão-de-bico, Feijão-preto, Feijão-manteiga, Lentilhas, Fava, Tremoço e chegados a este ponto começa o tropeçar da língua. Podemos acrescentar a esta parca lista o Feijão-Bencanta, o Feijão papo-de-rola, o Feijão-mungo, o Feijão-azuki, a Lentilha negra, a Tremocilha, o Chícharo, a Faveta-de-Beja, a Feijoca-Escarlate, a Fava-Roxa. Podíamos, ainda, continuar. O rol é interminável.

As leguminosas, não obstante integrarem um grupo de produtos que acompanham toda a nossa vida e cultura alimentares, andam afastadas dos nossos pratos. Uma achega importante àquilo que foi o Ano Internacional das Leguminosas, em 2016, é o lançamento do livro “Leguminosas no Ponto”, título gratuito e disponível online, coordenado pelo Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC-ULisboa).

20 receitas deliciosas com leguminosas para explorar em livro digital gratuito
Embrulhos de lentilhas com batata-doce."Leguminosas no Ponto"

A obra dividida em seis partes, apresenta-nos 20 receitas práticas, fáceis e adequadas a diferentes momentos. Ou seja, propostas que apesar de terem sido pensadas por nutricionistas e produzidas pela mão de chefes de cozinha, não obrigam o leitor a se tornar um especialista alimentar ou cozinheiro. Aliás, um dos principais objetivos da obra, como frisa no prefácio, António José Monteiro, coordenador do projeto, “é precisamente o de capacitar qualquer um a confecionar leguminosas secas de forma simples e deliciosas".

Existem milhares de leguminosas secas em todo o mundo, sendo grande parte delas locais e apenas conhecidas por quem as cultiva.

Um livro digital, cuidado no conteúdo e na apresentação, que para além das receitas, dos conselhos úteis sobre a preparação e uso das leguminosas e dos muitos factos apresentados, nos traz seis curtas mensagens enquadrando este alimento em diferentes dimensões: Nutrição, Saúde, Agricultura, Segurança Alimentar, Biodiversidade e História da Alimentação.

Neste contexto informativo, Cláudia Viegas, nutricionista e docente na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, sublinha o seguinte: “Variadíssimas em espécie e em número, riquíssimas do ponto de vista nutricional, umas carregadas de sabores, outras extremamente recetivas aos sabores de outros alimentos, as leguminosas secas são absolutamente fantásticas. Capazes de nos alimentar o corpo e a alma”.

20 receitas deliciosas com leguminosas para explorar em livro digital gratuito
Embrulhos de lentilhas com batata-doce."Leguminosas no Ponto"

Já Francisco Sarmento, Chefe de Escritório de Informação da FAO em Portugal e junto da CPLP, destaca que “normalmente, o que nos faz bem também faz bem ao planeta. Nada mais verdadeiro no caso das leguminosas. Contudo, o seu consumo tem vindo a descer, com prejuízo para a nossa saúde. Entre as características mais importantes nas leguminosas destaca-se a sua riqueza em proteínas de origem vegetal, minerais (entre os quais ferro, potássio, fósforo, zinco e magnésio), vitaminas e ácidos gordos essenciais, e fibras essenciais para equilibrar as dietas e melhorar a sua digestibilidade”.

“As leguminosas representam alimentos pouco dispendiosos mas excelentes fornecedores de nutrientes importantes para a nossa saúde. (…) Seria, todavia, importante conseguirmos aumentar a disponibilidade, em Portugal, de leguminosas produzidas em território nacional, de forma a diminuirmos o gasto de recursos associados à viagem que estes alimentos podem fazer até ao nosso prato”, sublinha ainda na abertura do livro Helena Real, Secretária-Geral da Associação Portuguesa de Nutrição.

Da teoria à prática, ou seja, ao arregaçar das mangas para demolhar as leguminosas e integrá-las numa cozinha variada, o presente título, traz-nos para as entradas, um Falafel, um Húmus tahini com tempura de legumes, uma Salada de orelha de porco com creme de favas, entre outras propostas.

20 receitas deliciosas com leguminosas para explorar em livro digital gratuito
Embrulhos de lentilhas com batata-doce."Leguminosas no Ponto"

Já o item sopas, não dispensa um Creme de feijão-vermelho e vinho do Porto, um Creme de lentilhas com lascas de coco e bacalhau confitado, uma Sopa da pedra com chícharo.

Passando ao capítulo da cozinha vegetariana, a equipa de chefes, apresenta-nos, entre outros pratos, um Caril de chícharo e abóbora e uma Feijoada de chícharo.

Porque de peixe e carne também trata este “Leguminosas no Ponto”, podemo-nos aventurar num Hambúrguer de atum e feijão em brioche de milho, numas Lentilhas estufadas e filete de cavala corado, num Arroz malandrinho do Mondego com feijão-manteiga e carnes e numas Bochecha de vitela com texturas de grão-de-bico. Isto para citar apenas alguns petiscos.

Finalmente, não desmerecendo nos doces, o elenco deste livro inclui um Crepe de feijão-frade e uns Brownie de feijão-preto com aquafaba.

As leguminosas secas são uma fonte de proteínas barata, o que permite assegurar uma dieta saudável e equilibrada mesmo em situações económicas mais desfavoráveis.

Sublinhe-se que este “Leguminosas no Porto” nasce no seguimento do ciclo de oficinas com nome homónimo. O culminar de um ano de consciencialização coordenado pelo Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa para os benefícios e potencialidades das leguminosas secas em Portugal e no mundo.

As receitas são propostas por chefes de cozinha das Escolas de Hotelaria e Turismo de Portugal e da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril e avaliadas pela Associação Portuguesa de Nutrição.

Esta obra conclui o compromisso estabelecido em 2016 entre o MUHNAC-ULisboa, o Comité UNESCO Matemática do Planeta Terra e o Escritório de Informação da Organização para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas em Portugal e junto da CPLP, para a concretização de um programa nacional de consciencialização para o Ano Internacional das Leguminosas.

artigo do parceiro:

Comentários