Pirelli 2018: O calendário mais famoso do mundo vai ser protagonizado por elenco afro-americano

A moda, o cinema e a música juntam-se para protagonizar o novo calendário da Pirelli. Como seria de esperar, a 45ª edição volta a surpreender por escolher apenas protagonistas de raça negra e por ir buscar parte da sua inspiração ao clássico 'Alice no País das Maravilhas.'
créditos: Instagram/Pirelli

São 17 as personalidades que vão integrar o Calendário da Pirelli cujo lançamento só está previsto para 2018. O tema proposto para a 45ª edição foi o mundo surreal dos sonhos tendo a equipa criativa ido buscar inspiração ao mundo mágico de 'Alice no País da Maravilhas'. O objetivo era fazer uma reinterpretação moderna daquele que é considerado um dos livros de fantasia mais famoso de todos os tempos.

“A história da Alice já foi contada tantas vezes e de tantas formas diferentes, mas sempre com um elenco branco”, afirmou o fotógrafo Tim Walker em entrevista ao The New York Times a propósito da inspiração para o calendário cujos cenários ficaram a cargo de Shona Heath. “Nunca existiu uma Alice de raça negra, por isso quis mostrar como as figuras ficcionais de fantasia podem ser representadas e explorar novos ideais de beleza.”

RuPaul (drag queen e apresentador), Djimon Hounsou (ator e modelo), Whoopi Goldberg (atriz e comediante), Naomi Campbell (supermodelo e atriz), Sean Combs (músico e produtor), Lupita Nyong’o (atriz), Sasha Lane (atriz), Slick Woods (modelo), Zoe Bedeaux (cantora e estilista), Adwoa Aboah (modelo e ativista), Thando Hopa (modelo e advogada), Duckie Thot (modelo), Alpha Dia (modelo), Adut Akech (modelo), King Owusu (modelo), Lil Yachty (rapper), Wilson Oryema (modelo) são os nomes que vão integrar o calendário que, pela primeira vez na história, vai ser protagonizado por um elenco de raça negra.

“O tema da inclusão está a ser discutido de uma forma nunca antes vista, mas vai muito mais além da raça negra e branca”, disse ao The New York Times o editor-in-Chief da Vogue britânica, Edward Enninful, que ficou encarregue de fazer o styling do calendário. “É sobre os credos, as cores, os tamanhos e sobre as pessoas que querem viver o seu verdadeiro eu. Muita desta conversa é sobre o digital dar voz às pessoas, e sobre uma nova geração que se recusa a comprometer e quer ver respondidas à questões que são importantes para si. Tendo em conta o estado do mundo em que vivemos, às vezes acho que acabamos por sentir que caímos na toca do coelho. Para mim, recontar a Alice num mundo moderno foi o projeto perfeito, particularmente quando o elenco ficou definido.”

É de salientar que para o papel de Alice foi escolhida a modelo Duckie Thot, o papel de Chapeleiro Louco foi entregue à modelo Slick Woods e a Rainha de Copas coube ao drag queen RuPaul.

Comentários