Tratamentos antiacne que devolvem a beleza à pele

São várias as alternativas terapêuticas que existem em consultório. Miguel Trincheiras, dermatologista, indica as principais.

Há cada vez mais mulheres a sofrer com a acne em idade adulta. Na última década, o problema agravou-se. Os especialistas estimam que mais de 90 por cento da população mundial, em algum período da sua vida, sofra desta doença inflamatória das estruturas cutâneas associadas ao pelo e à produção de gordura, ainda que seja mais comummente associada à fase da adolescência.

Miguel Trincheiras, dermatologista, indica as principais alternativas terapêuticas que existem em consultório:

- Laser de CO2 + peeling ácido salicílico

É uma das soluções. «O laser abre os comedões (borbulhas ou pontos negros) para se remover o seu conteúdo. Segue-se o peeling com ácido salicílico, que é anti-inflamatório e aumenta a permeabilidade da pele aos tratamentos. São necessárias uma a duas sessões», explica o especialista. O custo é de cerca de 200 €.

- Fototerapia com PDL e LED

O custo pode ir de 160 € a 240 € por sessão. «Indicada para borbulhas com ou sem pus, com luzes LED ou laser pulsado de contraste. Permite criar lesões na bactéria que mais se desenvolve na acne. Tem um efeito antibacteriano e anti-inflamatório. São necessárias entre duas e quatro sessões», afirma Miguel Trincheiras.

- Radiofrequência bipolar com microagulhamento

Também é muito usada. «É administrada através de microagulhas que penetram na pele (entre meio milímetro até três milímetros) para estimular o metabolismo e melhorar o aspeto das cicatrizes, sem risco de queimadura ou de manchas. São necessárias cerca de cinco a oito sessões», esclarece o dermatologista. Este tratamento custa cerca de 200 € por sessão.

- Excisão cirúrgica de cicatrizes

Custa entre 250 € e 480 €. «Em cicatrizes profundas e arredondadas, a excisão é realizada com punção. Retira-se uma porção de pele da lesão e é feita a aproximação bordo a bordo para renivelar a pele. Em cicatrizes mais irregulares ou maiores, a excisão é feita com bisturi», explica o especialista.

Texto: Catarina Caldeira Baguinho com Miguel Trincheiras (médico dermatologista e diretor da Derme.pt  – Clínica de Dermatologia)

artigo do parceiro:

Comentários