O vestido de noiva faz 100 anos

Actualmente milhares de mulheres vêm o seu vestido de noiva como uma peça de roupa com grande valor sentimental, guardando-o imaculadamente por vários anos. Mas há algumas centenas de anos atrás as coisas eram bastante diferentes. Recorde os modelos e estilos que fizeram furor desde 1915 até aos dias de hoje.

Actualmente milhares de mulheres vêm o seu vestido de noiva como uma peça de roupa com grande valor sentimental, guardando-o imaculadamente por vários anos. Mas há algumas centenas de anos atrás as coisas eram bastante diferentes. Em primeiro lugar, a noiva quando se casava era costume usar o melhor vestido que possuía no seu guarda-roupa independentemente da cor. Na altura, os vestidos de noiva eram um indicador do estatuto social e fortuna da família da noiva. O azul, por exemplo, era uma cor muito popular uma vez que estava associada à Virgem Maria.

O branco só se tornou popular no início do século XX, após o casamento da rainha Vitória com o Príncipe Alberto, que teve lugar em 1840. Após a divulgação do retrato da sua cerimónia, a jovem Rainha tornou-se um ícone de moda, fazendo com que o branco se viesse a tornar oficialmente a cor dos vestidos de noiva. Esta foi uma tradição que se manteve nas décadas que se seguiram e que permanece intacta até aos dias de hoje.

Como forma de comemorar os 100 anos do vestido de noiva, a Mode.com produziu um vídeo que nos leva a recordar os modelos e estilos que fizeram furor desde 1915 até aos dias de hoje.

Comentários