Recue 5 mil anos e conheça a história da maquilhagem

A maquilhadora britânica, Lisa Eldridge, mostra-nos a história dos cosméticos e maquilhagem em apenas seis minutos num vídeo surpreendente.

Depois de uma pesquisa intensa, Lisa Eldridge lançou o livro “Face Paint: The Story of Makeup”.  Conhecida por maquilhar celebridades como Cindy Crawford, Emma Watson, Jennifer Lopez, Kim Kardashian ou a Princesa Charlene do Mónaco, Lisa é dona de um currículo invejável. No seu site oficial partilhou um vídeo onde conta a história da maquilhagem e recria alguns dos looks mais emblemáticos ao longo dos séculos, revelando curiosidades surpreendentes.

Os Egípcios foram das primeiras sociedades a usar maquilhagem. Na altura, tanto os homens como as mulheres usavam maquilhagem e experimentavam looks diferentes.

Na Grécia o look “less is more” era o adotado pelas mulheres da altura, exibindo uma pele perfeita e luminosa, com muito poucos apontamentos de cor reproduzidos através de plantas ou frutas. Em Veneza, passava-se exatamente o contrário. A maquilhagem pesada e dramática era muito comum numa cidade conhecida pelas suas festas e bailes. As mulheres daquela época não olhavam a meios para obter o look perfeito, usando produtos tóxicos e venenosos como era o caso do mineral Vermillion de onde extraiam o tom avermelhado que usavam como blush.

O mesmo look permaneceu na corte francesa, onde se usava e abusava do blush em tons rosados. Muito mais do que uma arma de sedução, era também um sinal de status e poder na sociedade. Na época Vitoriana a maquilhagem era vista com algo vulgar e artificial, prevalecendo o look de cara lavada que atualmente é muito popular.

No século XX, especialmente durante os anos 20, deu-se uma grande revolução no conceito da maquilhagem e na sua importância na vida da mulher. Curioso/a? Assista ao vídeo para ficar a saber mais sobre a história e papel da maquilhagem. (O vídeo está em inglês.)

Comentários