O poderoso discurso de Angelina Jolie: "Não temos de baixar a cabeça"

A atriz marcou presença na gala 'Women In Entertainment', esta quarta-feira, na qual frisou as desigualdades de género ainda patentes em determinadas áreas da sociedade e lugares do mundo.

Angelina Jolie subiu ao palco da gala do The Hollywood Reporter - 'Women In Entertainment' – decorrida em Los Angeles, esta quarta-feira, dia 6, para fazer um poderoso discurso sobre o papel das mulheres no mundo do entretenimento e da forma como estas podem inspirar outras em todo o mundo.

Numa sala completamente em silêncio, na qual estavam presentes estrelas com Gal Gadot ou Jennifer Lawrence, a estrela declarou: “Temos o direito de dizer a verdade tal como a vemos. Todos conhecemos mulheres que nunca poderão viver os seus sonhos porque têm de pôr a família em primeiro lugar, que colocam a sua verdade criativa nas famílias”, defendeu.

Para Angelina continuam a existir falhas na indústria do entretenimento no que diz respeito à diversidade e igualdade e que, por isso, ainda há muita coisa para mudar.

“Ainda assim temos um nível de liberdade que é inimaginável para milhões de mulheres em todo o mundo”, refere. No entanto “[há] mulheres que vivem em conflitos, terrorismo e em pobreza e que nunca têm uma oportunidade, [mulheres] cujas vozes são silenciadas”, acrescentou a atriz de 42 anos. “Não temos de baixar as nossas cabeças, não temos de pensar que o filme que fizemos nos poderá levar à prisão onde seremos torturadas e punidas”, ressalvou.

“Temos o direito de pensar e falar livremente e levar a adiante as nossas ideias em condição iguais. Há mulheres em todo o mundo que estão apenas a tentar ter uma voz para ter um opinião”, terminou.

Veja o vídeo aqui.

artigo do parceiro: NM

Comentários