5 motivos para se descalçar dentro de casa

Para além do conforto, é uma excelente maneira de manter a casa mais limpa.

Não é à toa que é prática comum nos japoneses. Para além do conforto que é tirar os sapatos quando chega a casa e calçar umas pantufas ou chinelos, ajuda a manter a casa mais limpa e reduz substancialmente bactérias e micro-organismos espalhados pela casa. Obviamente não é suposto entrar no exagero e é claro que o risco de contaminação ou de uma infeção não é, de todo, muito elevado, mas para quem tem bebés que já gatinham e têm a mania de colocar o que apanham do chão na boca... bom, provavelmente é melhor ter mais cuidado, até porque anticorpos já são ganhos noutras ocasiões. Assim, fique a saber alguns dos motivos porque deve descalçar-se quando entra em casa.

Limpeza
Para além de manter a casa mais limpa durante mais tempo, vai diminuir a quantidade de poeiras, fezes de animais, terra e outro género de resíduos.

Estragar o soalho
Há pisos que são mais suscetíveis que outros, como por exemplo o de madeira. Os saltos, por exemplo, podem danificar o soalho e deixar riscos ou marcas, enquanto que o calçado de borracho pode deixar manchas escuras. Não obstante, os tapetes podem ficar com fios puxados, rasgados ou manchados.

Poupar tempo
O ideal é que faça como em alguns países, onde as sapateiras estão perto da porta de entrada ou num local de fácil acesso. Para além de se poder descalçar e calçar de imediato as pantufas, quando for para sair de casa não perderá tempo à procura dos sapatos que melhor se adequam ao seu look.

Evitar resíduos tóxicos
Tal como referido acima, não é preciso exagerar nem entrar em paranóia, mas o que é certo é que há substâncias que são voláteis e quando se soltam dos sapatos espalham-se pelo ar. Portanto, dentro de casa irão acumular-se e contaminar. Pense que a relva que pisou tem pesticidas, terra, fezes de animais, etc … ou que um hospital ou um simples dentista onde foi a uma consulta tem micro-organismos, gotículas de sangue, etc...

O calçado é um criador de bactérias
Não é à toa que o suor excessivo nos pés, o material do calçado ou a falta de higiene dão origem à podobromidrose ou tão comummente chamado de chulé. Assim, é fácil concluir que o calçado é um excelente criador e multiplicador de bactérias, das quais se destacam a Escherichia coli (causadora de infeções intestinais e urinárias, diarreia e meningite), a Klebsiella pneumonia (que pode causar infeções na corrente sanguínea) e a Serratia ficaria (causadora de infeções raras no sistema respiratório).

Mude de hábito e descalce-se quando chega a casa. Para além de super confortável evita que cerca de 3 mil bactérias (a média existente dentro de um sapato) e 400 mil micro-organismos (a média existente do lado exterior do sapato) andem a deambular pela casa.

artigo do parceiro:

Comentários