Os exames serológicos no diagnóstico da toxoplasmose

A Toxoplasmose é uma grave infecção que, durante a gravidez, pode ser transmitida para o feto através da placenta. A infecção pelo Toxoplasma Gondii poderá ter repercussões ao nível do feto, podendo provocar situações clínicas de morbilidade e em alguns casos de mortalidade

Onde posso fazer um teste de VIH/SIDA? É possível fazer um teste de VIH/SIDA recorrendo aos Centros de Aconselhamento e Deteção do VIH (CAD), solicitar análises específicas ao médico de família ou a um médico particular. Os centros de rastreio (gratuitos e confidenciais) existem em várias cidades: Aveiro, Almada, Barreiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Viseu e na Ilha Terceira (Açores).

créditos: CC

Estas consequências dependem do momento em que teve início a infecção, mas a gravidade das lesões é mais elevada quando a infecção é adquirida durante o primeiro trimestre.

O diagnóstico da Toxoplasmose é realizado através de testes serológicos, baseados na pesquisa e doseamento dos anticorpos das classes IgM e IgG, produzidos pelo organismo em resposta ao agente infeccioso. Os anticorpos IgM são geralmente os primeiros a ser produzidos como resposta a uma infecção e são detectados no espaço de uma a duas semanas após a exposição inicial ao vírus. E

stes permanecem por um período de tempo mais reduzido, normalmente desaparecem entre três a seis meses após a infecção, enquanto que os anticorpos IgG predominam por períodos mais longos, por vezes durante toda a vida do ser humano. Assim, a presença de anticorpos IgM é indicativa de infecção recente e a presença de IgG aponta para a existência de uma infecção crónica.

Na interpretação de resultados, a gestante que apresente IgG positivo e IgM negativo revela que está imune à infecção pelo Toxoplasmosa gondii e não é necessário repetir as análises clínicas. No entanto, se o teste for negativo tanto para IgG como para IgM, a gestante não está protegida, devendo ser informada quanto às medidas de precaução a tomar. Nestas situações, deverão ser realizados novos testes ao longo da gravidez, um em cada trimestre. A presença de IgG e IgM positivo deve ser considerada como indício de uma infecção em actividade, exigindo um segundo teste serológico.

Comentários