Ilha do Sal: Chef Manuel Lopes ensina arte a crianças dos 5 aos 12 anos em férias

O Chef Manuel Lopes ensina crianças a cozinhar, durante uma oficina de culinária para os pequenos, promovida pela Academia do Académico e VIP Eventos, na ilha do Sal, por um período de duas semanas.

Chef Manuel Lopes ensina arte a crianças dos 5 aos 12 anos em férias

créditos: Inforpress

As aulas que já vão no seu terceiro dia decorrem nas instalações da Academia do Académico, repletas de diversão, pensadas para crianças em férias, ensinando a meninada a preparar diferentes tipos de comidas.

No local, a Inforpress constatou a alegria dos 15 “mini-chefs”, envoltos à mesa a preparar, por conta própria o que mais gostam de comer, no momento, uma massa para bolo, sob o olhar atento do Chef Manuel Lopes.

Assim, brincando aprendendo, são três horas de atividades em cada dia, aproveitadas na prática, com um cardápio diferente, para no final todos se juntarem e comer a especialidade do dia.

Segundo o Chef Manuel Lopes, para quem as crianças gostam de ajudar o adulto na hora de fazer um prato na cozinha, essa experiência vai lhes permitir, ao longo do tempo, aprender técnicas de cozinha que podem ser úteis para o futuro.

Hoje os aprendizes de Chef, estiveram concentrados e muito empenhados a desenvolver receitas simples como um bolo gelado, uma panqueca, e o almoço vai ser um frango à moda da casa, onde cada um fez uma coisa.

“Esses três dias têm sido muito interessantes. Aprender a cozinhar pode se tornar uma actividade divertida, lúdica e cheia de informações para os pequenos. Com muito divertimento, um passatempo com receitas simples, práticas, para panquecas, bolo, frango… Durante esses dias vão aprender também hábitos saudáveis”, manifestou o Chef que aproveita seus dias de folga para ensinar estes meninos e meninas a cozinhar.

Estando a lidar com crianças na cozinha o Chef Manuel Lopes disse estar sempre de olho, já que por mais que possa parecer divertido, a atenção deve ser redobrada porque as crianças são imprevisíveis.

Explicou que deixa os pequenos participarem da elaboração das massas e outros preparados que não acarretam perigo, enquanto cuida ele da “parte quente” da receita.

“Por mais que seja divertido, a ganharem novas experiências, gosto pela culinária, brincar aprendendo…merece atenção especial. A criança não deve ter contacto com fogo ou objetos cortantes, para não se machucar”, apontou.

Já Ivan Lopes, gestor da Academia do Académico, explicou que a ideia surgiu pela dificuldade de as mães encontrarem opções de atividades interessantes para os filhos e filhas durante as férias escolares, daí a iniciativa, que, entretanto, foi bem recebida, a avaliar pelo número de participantes.

Informa ainda que mais dias o programa estende-se também a outras actividades dinâmicas, designadamente curso de manequim e modelo – tanto para crianças como adolescentes -, e campeonato de play-station – para os cybernautas.

As mães interessadas em ocupar seus filhos nas diferentes atividades devem entrar em contacto com a Academia do Académico do Sal, para a respetiva inscrição.

Comentários