O hotel que obriga a mentir quando se chega ao aeroporto

Integra a lista dos 100 melhores hotéis do mundo e é a unidade hoteleira mais luxuosa da cidade mais visitada no Camboja, um destino exótico que atrai anualmente milhares de turistas.

Quando chegar ao Siem Reap-Angkor International Airport, se a sua ideia não é andar de táxi, minta. Ao apanhar um tuc-tuc para o centro da cidade, não diga ao condutor que vai ficar alojado no Hotel Park Hyatt Siem Reap. Diga-lhe apenas que vai ficar em casa de uns amigos que vivem junto a essa unidade hoteleira. Se não o fizer, o preço da viagem dispara. E não é difícil de perceber porquê… Veja a galeria de imagens deste hotel.

Localizado no Sivutha Boulevard, uma das zonas mais nobres da urbe, o edifício branco de estilo colonial abriga aquele que é um dos 100 melhores hotéis do mundo e o mais luxuoso da segunda cidade mais importante do Camboja, a seguir à capital, Phnom Penh. Com 104 quartos e 13 suites, disponibiliza habitações com áreas que oscilam entre os 34 e os 242 metros quadrados.

Algumas das divisões mais exclusivas estão equipadas com piscinas, terraços e jardins privativos, mas o luxo e o requinte acabam por ser transversais a todo o empreendimento. As camas são grandes e confortáveis, as casas de banho têm mármores italianos, a decoração é contemporânea e não faltam pequenos mimos para quem estiver disposto a pagar valores que oscilam, em média, entre os 130 € e os 700 € por noite para duas pessoas.

Hospitalidade cambojana com um toque americano

A impressão que o Hotel Park Hyatt Siem Reap causa é, desde o início, as melhores. A hospitalidade que os cambojanos tanto prezam sente-se, aqui, desde os primeiros minutos. A decoração também deslumbra. Sóbria, distinta e elegante e muito requintada, esta unidade hoteleira, que também integra um ginásio, um spa e três restaurantes, seduz pelos detalhes.

Uma das melhores memórias que tenho é do pequeno-almoço, verdadeiramente delicioso, tomado nas camas suspensas do pátio principal. O enquadramento perfeito para uma daquelas experiências que teimam em perdurar no tempo. Se soubesse, tinha contratado um tuc-tuc com guia para mais tarde, para poder desfrutar de todo aquele cenário com outra tranquilidade.

Tivemos de nos apressar para não falhar o combinado mas a verdade é que, à hora acordada, o nosso motorista não apareceu. Provavelmente, encontrou na véspera um casal de turistas certamente disposto a pagar mais e a regatear menos. Consta que é uma situação muito comum. No entanto, bastou ir para a rua para, em poucos minutos, resolver o problema.

O hotel que obriga a mentir quando se chega ao aeroporto

Veja na página seguinte: As muitas atrações turísticas que circundam o hotel

Comentários