Destino cá dentro: Buracona, ilha do Sal

No meio de uma paisagem árida, Buracona, na ilha do Sal, brinda-nos com piscinas naturais e o incrível “Odje Azul”, uma lagoa dentro de uma caverna.
créditos: Revista Sempre Viva

A viagem deve ser feita pela manhã. Leve fato de banho, óculos de sol, boné, protetor solar, toalha, lenço para se proteger da poeira e câmara fotográfica.

Para ir a Buracona é obrigatório passar pela localidade de Palmeira. A partir daí, são 5 km de estrada em terra batida, tendo de um lado o intenso azul do mar e do outro uma paisagem árida e inóspita.

No caminho, visite a piscina natural de Regona. Se sabe nadar e gosta de fazer saltos acrobáticos, aproveite!

Para aceder às maravilhas de Buracona, os turistas pagam três euros. Têm livre acesso os cabo-verdianos e os imigrantes, basta apresentar o cartão de residência.

A maior atração é o Odje Azul, uma caverna subaquática, na qual os raios de sol incidem, criando um efeito visual semelhante a um olho azul de rara beleza. O fenómeno acontece entre as 11 e as 12 horas. Daí que a visita deve que ser feita no período da manhã. Quem ali já mergulhou garante que a vista debaixo de água é mais encantadora.

Tome banho na piscina natural, vá ao miradouro extasiar-se com o azul-turquesa do mar e o bater das ondas. Vá ao restaurante: relaxe, delicie-se!

Há rampas de acesso, chuveiro e banheiro público, vestiário, zonas de lazer, área de campismo e espaço de venda de artesanato. Há ainda placas informativas e sinaléticas, guias e nadadores-salvadores.

Não há hotéis nem pousadas ou residenciais. Portanto, aproveite o dia e deixe-se estar até o final da tarde.

artigo do parceiro:

Comentários