A magia de Águas Belas

A costa das nossas ilhas fascina qualquer viajante. Vêm-se baías intermináveis, pequenas enseadas, praias desertas, penhascos, grutas… Nesta viagem, o nosso destino é a costa da Ilha de Santiago. Venha connosco conhecer Águas Belas.
créditos: Benvindo Neves

Poucos, certamente, conhecem este paraíso escondido no litoral de Santa Catarina, algures num imenso descampado que separa as comunidades de Rincão e Ribeira da Barca.

Quem sai de Rincão e se atreve a aventurar-se pela costa na direcção sul-norte, só vai ver o imenso oceano à esquerda. Do lado direito, uma extensa planície deserta, onde impera o castanho.

Prossegue a jornada entre o aspecto lunar da terra aqui em cima e o azul do mar lá em baixo. Sim, lá em baixo, porque por estas bandas há falésias impressionantes, as rochas parecem que foram cortadas por máquinas gigantes, formam enormes precipícios até ao mar.

E é no meio dessa orografia selvagem que surge Águas Belas. Uma praia de areia negra e grossa que se mistura com calhaus. Para se chegar à praia é preciso descer uma vereda bem escondida, entre as montanhas.

Ao chegarmos ao mar, a água é tão azul! As ondas desquebram com preguiça na tal areia negra.

Se alcançar a praia de Águas Belas já é, por si só, uma grande descoberta, imagine se lhe disser que ainda há mais por descobrir nessas imediações? Pois bem, a atração maior do local é uma gruta que, sabe-se lá como, está incrivelmente recortada numa rocha, abrindo um verdadeiro canal.

A gruta de Águas Belas põe-nos a ver dois mares, um do lado de cá e outro do lado de lá. É impressionante!

Quando os raios do sol penetram na gruta, e reflectem na água, produz-se um efeito multicolor, de tal forma que as águas ganham tonalidades várias, ficam mesmo belas! Talvez seja essa a razão para o nome do local.

Quando for a Águas Belas, depois de desfrutar o quanto baste, dispense um tempinho e chegue até Achada Leite, lá perto. Outro recanto que vale a pena descobrir, a começar pelo chamado “pilão” de Achada Leite. Eu prefiro chamá-lo “submarino” (ver foto), o “submarino” que vigia, em permanência, o paraíso de Achada Leite…

______________________________________________________________________

TEXTO ORIGINALMENTE PUBLICADO NA EDIÇÃO Nº9 DA REVISTA

artigo do parceiro:

Comentários