O sexo melhora com a idade?

Uma coisa é certa, tal como aprimoramos os gostos com a idade, no sexo também se vão descobrindo novas maneiras de ter prazer.

Para além de muitos estudos constatarem que o sexo melhora com a idade, há outros factores que podem contribuir para se achar que não. A beleza que se pode ir perdendo, a performance física já não ser das melhores, um relacionamento duradouro, a agitação do dia a dia, enfim... No entanto, tal como já deve ter aprendido que o sexo não é aquilo que vê num filme pornográfico, por exemplo, com a idade aprende-se a aprimorar determinados comportamentos e a não tolerar determinadas situações em prol de melhor sexo.

Menos é mais

Quantidade não significa qualidade, correto?! O mesmo se passa no sexo. Quando se é mais novo muitas das vezes o que importa é contabilizar quantas sessões de sexo se tiveram, mas se olhar para trás, provavelmente vai ficar com a ideia de que sabia muito pouco, teve muito pouco prazer e foi algo mecânico. Muitas das vezes menos sexo não significa que as pessoas não estejam sexualmente satisfeitas, até bem pelo contrário. Pode haver a tendência para usufruírem muito mais desse tempo, até porque podem trabalhar muito mais na proximidade e intimidade um com o outro.

Sem inibições

Grande parte das inseguranças existentes derivam de alguma imaturidade, própria da idade. Como tal, a mulher ou o homem que ainda não conheçam bem o seu corpo, não irão sentir-se confortáveis durante o ato e inseguranças acerca do corpo são uma das condicionantes. Com a idade as coisas tendem a mudar. As pessoas já adquiriram determinada postura na vida, devido a experiências e aprendizagens, e aprendem a lidar com a vida e com o seu corpo de forma diferente. A isto se chama maturidade e a saber o que se quer da vida. Quando assim é, as pessoas tornam-se mais exigentes; na medida em que dão e por isso também querem receber; não aturam 'fretes' e querem o melhor para si.

Menos stress

As inseguranças não dizem respeito só ao corpo. As mulheres mais novas, por exemplo, acarretam ainda o medo de engravidar em tenra idade. Ainda que inconscientemente, é algo que pode funcionar como sombra na hora H o que, com a idade, desaparece. No entanto, pode neste momento estar a perguntar-se “Mas e aos trinta e tal quando se tem filhos? O stress, nem que não seja por outros motivos, não volta?”. Volta sim e provavelmente o casal não irá fazer sexo tantas vezes como gostaria e daí ser tão bom quando eles crescem e o casal fica de novo com a casa só para eles.

Mais emoção

À medida que se envelhece o sexo deixa de ser um ato de atração desenfreada. Sexo e intimidade começam a fazer parte da mesma equação, já para não falar que a tesão e excitação não se regulam por isso, o que hoje pode muito bem ser uma noite de sexo extremamente prazerosa, amanhã o prazer pode converter-se numa manta no sofá e um filme para assistirem bem agarradinhos.

artigo do parceiro:

Comentários