Está a sabotar a sua relação?

As opiniões divergem, mas há determinadas posturas e comportamentos que podem minar um relacionamento.

A ideia é que pare e reflita para ver se não está a prejudicar, ainda que de forma inconsciente, o bem estar da sua relação. Ter noção que está num relacionamento saudável baseia-se em aspetos simples como a felicidade que o parceiro proporciona, a cumplicidade e o apoio entre os dois. Se por qualquer motivo sente (ou faz sentir) que a relação não contribui para o equilíbrio pessoal é porque algo está errado e deve ser alterado para que funcione a longo prazo. Assim, fique a saber alguns aspetos que, aos poucos, podem estar a sabotar a sua relação.

Não perceber que a mudança é inevitável
Ao longo da vida devido a determinados acontecimentos, experiências, novas aprendizagens, ou outros, qualquer pessoa tende a ver as coisas de modo diferente. No entanto, isto não significa que você ache que o parceiro tem de mudar só porque você quer ou tem expetativas sobre. Se não gosta de ser pressionado a mudar só porque é mais conveniente ao outro, não pode exigir o mesmo. Das duas uma, ou acabam por se afastar ou devido ao amor que sentem um pelo outro aprendem a lidar com a mudança sem exigências.

Concentra-se mais no que está mal do que o que está bem
Imagine que o seu parceiro é alguém maravilhoso, mas preguiçoso. No que é que se foca primeiro? Que o parceiro não faz o que lhe pede e é um preguiçoso de primeira ou o seu parceiro é alguém que o faz feliz e mima como ninguém, ainda que por vezes não faça determinada coisa por preguiça? Percebeu a diferença?! É você que constrói o “mundo” no qual quer viver, por isso deve concentrar-se como quer viver.

Querer que o outro pense ou aja igual a si
Boa parte das vezes as discussões surgem por diferenças de opinião no que diz respeito a hábitos, crenças, expetativas, valores, etc... cada um tem direito às suas próprias opiniões e não é legítimo que alguém as tente mudar ou manipular. Cada um vê o mundo pelos seus próprios olhos, por isso não tente que o parceiro veja através dos seus. Um relacionamento para ser uma parceria eficaz deverá ser desenvolvida voluntariamente e nunca imposta.

Não ser autêntico
Uma das bases para um bom relacionamento e intimidade é os intervenientes poderem exprimir-se, ser verdadeiros e serem aceites e protegidos pelo outro. O poder ser vulnerável e exprimir-se sem sofrer nenhum tipo de “ataque” é meio caminho andado para uma pessoa mais feliz.

Comentários